Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



III Destino é para quem precisa [versão II]

Domingo, 20.05.12

Nem mesmo os deuses lutam contra o destino.

Pítaco

 

O destino pode não conter proveitos a usufruir, em exclusividade, para o crente abnegado (tese defendida aqui) mas, igualmente, para o incauto que precisa.

Faz lembrar uma refeição pré-cozinhada, de salvaguarda no congelador, para ocasiões em que não queremos passar muito tempo na cozinha e somos acometidos de uma fraqueza súbita.

É vantajoso. Aparece, misteriosamente, consumado.

Sem grandes obrigações. Ou compromissos.

   O futuro, por sua vez, é muito mais trabalhoso. Só progride em ambientes protegidos e seleccinados, cuidadosamente.

Precisa de assistência constante. Atenção redobrada.

Entre um futuro conquistado a pulso e um destino…

Por essa e outras razões, o destino suscita apetites imensuráveis. Uma espécie de Toys ‘R’ Us para todas as idades, com animações e bugigangas acessíveis e capitais. Isso e o carácter insondável e ininteligível que dele advém, tornam-no apetecível.

   Não é de estranhar. Com a crise o destino é a alternativa mais favorável. Melhor que a opção: não ter futuro de nenhuma espécie. Melhor tê-lo escrito de antemão em letra grosseira do que não contar com nada, passando-nos ao lado.

   O destino é uma ponte sobre o rio Kwai entre o presente do que “não volta a ser” e o futuro do que “nunca será” da crise. Está entre o nada e o coisa nenhuma. É o preferível. O que se arranja. O melhor dos mundos possíveis.

   Quando não há futuro o destino é a melhor coisa que nos pode acontecer. Vem mesmo a calhar. A única maneira de não sairmos de mãos a abanar. Sem destino o que nos restava?

Quero fazer fé que é o que temos de mais garantido. Mais vale pouco e certinho.

E nada de alarmismos de pôr a carroça à frente dos bois. Que venha o que tiver que vir. Não sei por onde vou, mas estou disponível para o que tiver de ser. Resignado. Aceito o que estiver guardado para mim. O que me couber em sorte.

Se a cavalo dado não se olha o dente, de destino certo não se enjeita oportunidade. Ainda que venha com contornos ultrapassados de papel selado de vinte e cinco linhas, pouco ajustados à modernidade.

   Embora o destino não se anuncie numa voz magnânima de James Earl Jones, trocando a tagline “This is CNN” por “This is your destiny”, nem organize vernissage ou baile de debutantes, sabemo-lo presente.

E isso deverá ser entendido como um consolo.

   Como o dia de amanhã ninguém o conhece, dou-me por satisfeito com a possibilidade de ter um destino. Nem que seja um mata-bicho para o futuro que há-de vir.

   Embora o futuro seja um tópico certeiro no discurso empenhado de eleição de qualquer Miss, o destino é mais fidedigno. Entre o salvar o mundo incredível e um destino com encaixes tão perfeitos como os do mobiliário IKEA, nem o mais céptico vacila.

Para mais, não exige formação extraordinária, ao contrário de um futuro em condições, feito por nós e ergonomicamente à nossa medida.

É essa a grande vantagem. Ou inconveniente conforme o ângulo. Fazer um futuro é caminhar na corda bamba. Não é para todos os estômagos. O risco:

   a) há destinos que se concretizam em grandes realizações;

   b) e outros que não valem dez reis de mel coado.

Não conheço a percentagem do já cumprido, mas espero que nunca me falte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Máquina-da-Preguiça às 10:13









arquivos

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





pesquisar

Pesquisar no Blog  





comentários recentes

  • numadeletra

    Dramas balneares :-)

  • Maria

    Que delícia!!!

  • Sandra

    :) Se descobrires como se treina esse optimismo , ...

  • LWillow

    Dietas 'é uma coisa que não me assiste' e assim s...

  • LWillow

    http://www.youtube.com/watch?v=BV-dOF7yFTw

  • LWillow

    ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' ! Mais um bom tex...

  • LWillow

    Thanks ! this reading was a pleasure !

  • Anónimo

    Aperta faneca! Vamos a Estocolmo sacar o guito! Su...

  • Lwillow

    Ora aqui está mais uma 'pérola para porcos' ! O mo...

  • LWillow

    Como eu te percebo ! Mas ... 'não há volta a dar-l...


REDES SOCIAIS