Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



III O polvo Paulo

Quinta-feira, 31.05.12

[Fora da caixa e a braços com o futuro]

 

 

O futuro pode ser proeminente, ter doçura Häagen-Dazs, ser lido em folhas de chá, interpretado nos búzios, estar à vista por cima das nossas cabeças nos astros ou encontrado nas cartas da Maya. Pode estar até onde menos se espera. Quem sabe ao virar da esquina!

No entanto, o país inteiro está (à escuta?) atento ao que o polvo Paulo tem (a dizer?) a prognosticar. E, em exclusivo.

Perdendo as potenciais e habituais características lagareiras em relação aos cefalópedes seus familiares, Paulo ganha as de sibila. Porquê?

O polvo Paulo, aparentado do polvo Paul (com uma taxa certeira de sucesso no prognóstico de 8 jogos consecutivos), versão palhaço pobre e que habita o aquário do Sea Life Porto, pronunciou-se sobre os desígnios futebolísticos nacionais.

Previu, nesta terça-feira, a derrota de Portugal contra a Alemanha no Euro 2012, a 9 de Junho em Lviv, na Ucrânia.

Embora hesitando no empate (o que deixa espaço para a esperança), pois parece que não entrou de rompante na caixa respectiva, acabou por se decidir pela derrota, vaticinando qual pitonisa, devido às circunstâncias vacilantes da adivinhação, um jogo renhido.

Depois do empate a zero com a Macedónia, um certo clima de desaire instala-se em torno da selecção nas vésperas do último jogo de preparação, com a Turquia, a realizar na Luz.

   Jornalisticamente falando é coisa antiga e do conhecimento geral a ideia de que um cão morder um homem não é notícia. Já um homem morder um cão possui regalias de abertura de telejornal. O insólito é e sempre será um afrodisíaco informativo.

Vai daí um polvo que vaticina, cândido, resultados de futebol é por si só notícia.

Mas há ainda mais a dizer sobre o caso. Jogada de marketing do Sea Life Porto? Também, mas...

   Não tenho dúvidas de que um país com um polvo adivinho (e interessado nisso e orgulhoso) é uma nação com futuro assegurado.

Com ele findaram as minhas preocupações em relação à crise.

Para trás ficam os “eurobonds” que não são, nem deixam de ser, o FMI, a Troika, os casos, a politiquice, etc., etc.

Um país com um polvo e, ainda por cima um com garantias de nome de apóstolo, capaz de previsões acertadas, tem o futuro salvaguardado.

   Quanto ao resultado do jogo…

Da Alemanha tratamos depois.

Já vai sendo tradição.

Umas vezes Merkel outras Schweinsteiger.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Máquina-da-Preguiça às 09:15


3 comentários

De stipe07 a 31.05.2012 às 09:43

Esse polvo ia era fazer previsões para a panela lá de casa... quanto ao país, tenho esperança num futuro diferente. Não sei onde a vou buscar, se dentro de mim fala mais alto a voz do patriotismo... mas tenho! :)

De Lwillow a 31.05.2012 às 15:55

Há previsões com um tão elevado grau de probabilidade em se tornarem factos que qualquer polvo o faz e neste caso do jogo entre Alemanha e Portugal até faço figas para que o polvo tenha acertado pois actualmente não há coisa melhor para os políticos governantes do que terem a sensação de que os portugueses ainda continuam a alimentar uma esperança cega sobre a realidade que os envolve. Tal como reza o ditado 'o pior cego é aquele que não quer ver ' .
Alemanha 6 - Portugal 0 , pois 'cada um tem o que merece' , isto é , o que faz por merecer (mesmo tendo em conta 'o silêncio dos inocentes' ) .
Aliás, Portugal só tem a ganhar com um resultado destes . Poupa-se no orçamento de estadia da selecção no estrangeiro, o fado ganha novo fôlego, para afogar as mágoas o pessoal não olha a despesas e marimba-se para a inflação do preço da sardinha durante os santos populares, ficamos livres da probabilidade do inestético panorama das janelas e 'popós' enfeitados com a bandeira portuguesa e o Cristiano Ronaldo prolonga o incentivo de no próximo mundial poder então vir a ser considerado o melhor jogador do planeta.

De José Filipe a 12.06.2012 às 14:38

Pois o polvo lá acertou... eu só tenho pena que lhe tenha chamado parente pobre, que tenha do alto da sua sobranceria descartado a coisa como folclore de arremediados e não venha depois pelo menos conceder que alguma coisa bateu certo...

Mas como eu dizia à minha esposa uns dias antes, ver alguém reconhecer-nos razão não é motivo de alegria, pelo contrário, tem sabor bem amargo, sabe a um remedeio e nada mais...

Os polvos são inteligentes e provavelmente até poderiam ser bem mais que nós, não fosse a sua inusitada biologia reprodutiva. Se nós morrêssemos depois da primeira queca e tivéssemos assim, apenas 3 anos de esperança de vida, também não me parece que alguma vez tivéssemos dominado o mundo... E muito menos adivinharíamos resultados de futebol...

Será que amanhã perdemos mesmo com a Dinamarca? Ó Paulo... já nem me apetece ver o jogo.

Comentar post









arquivos

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





pesquisar

Pesquisar no Blog  





comentários recentes

  • numadeletra

    Dramas balneares :-)

  • Maria

    Que delícia!!!

  • Sandra

    :) Se descobrires como se treina esse optimismo , ...

  • LWillow

    Dietas 'é uma coisa que não me assiste' e assim s...

  • LWillow

    http://www.youtube.com/watch?v=BV-dOF7yFTw

  • LWillow

    ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' ! Mais um bom tex...

  • LWillow

    Thanks ! this reading was a pleasure !

  • Anónimo

    Aperta faneca! Vamos a Estocolmo sacar o guito! Su...

  • Lwillow

    Ora aqui está mais uma 'pérola para porcos' ! O mo...

  • LWillow

    Como eu te percebo ! Mas ... 'não há volta a dar-l...


REDES SOCIAIS