Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



III Publicidade aqui não

Quarta-feira, 14.03.12

Terça-feira

Três rastreios, um par de propostas para aparelhos auditivos formato leguminosa murcha, quatro pacotes de viagens tropicais e dois folhetos de hipermercados. Caixa do correio a um terço da capacidade pluviométrica publicitária habitual. Folheio uma das «brochuras». Uma receita, uma anedota sobre uma minoria que já não consigo identificar e a seguir aos pasteurizados e à charcutaria, em papel derrapante e fonte (in)discreta surge o horóscopo. Admito a iliteracia acerca das regras elementares de funcionamento, condições de admissão e pré-requisitos. Mas concentro-me. All systems go. Em relação aos nativos do touro assegura a publicação que uma nova proposta de trabalho irá surgir durante a semana. Lá em casa, a única pessoa interessada e com possibilidades de premiação ainda não fez três anos. Hesito. Procuro notas adicionais onde se especifique a idade, género, habilitações mínimas. Nada. Estamos esperançosos. Expectativas vão sendo criadas. Qualquer coisa em publicidade? A confirmar-se a minha conversão será automática. I want to believe. Uma crença inaudita desabrocha primaverilmente. Quarta-feira, nada. Procuro indícios. Quinta-feira, nada. Não deixo transparecer dúvidas. Sexta-feira, hum, hum. Nem um part-time.

Sábado

Em relação à astrologia para além da necessidade de acreditar exige-se a capacidade de perdoar. Dei a outra face. A morada é recente. Até os carteiros têm dificuldades. Sou novato. Falha no escrutínio? Cobertura insuficiente? Rede em baixo? Descriminação em relação aos cépticos e familiares? Escapou-me algo? Cláusulas especiais? Os astros não gostam de mim? Há quem mereça mais? Por momentos indigno-me com a afronta dessa hipótese. E os desrespeitadores das passadeiras e parqueamento para deficientes? E os agentes infecciosos que ostensivamente não lavam as mãos depois de irem ao W.C? Disponibilizo, novamente, a face já ruborizada.

Consulto novamente o folheto. Aprecio a imagem do papel absorvente. Releio a entrevista com a figura do cançonetismo, ombreando com a da jovem promessa do desporto nacional da semana anterior. Os ganhos nas embalagens XXL são evidentes. Confirmo in loco.

Nenhum esclarecimento acerca dos nativos de touro não abrangidos. Há coisas que não estão destinadas a acontecer. Repito, interiormente, sem ironias. Deve ser o preço pela gratuitidade da «assinatura» do folheto.

O único futuro que se concretiza é a promoção na sessão dos congelados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Máquina-da-Preguiça às 09:16


1 comentário

De Pedro a 14.03.2012 às 10:30

Bom dia,

O "A máquina da Preguiça" está em destaque na homepage dos Blogs do SAPO, em http://blogs.sapo.pt

Parabéns e boa continuação!

Pedro

Comentar post









arquivos

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





pesquisar

Pesquisar no Blog  





comentários recentes

  • numadeletra

    Dramas balneares :-)

  • Maria

    Que delícia!!!

  • Sandra

    :) Se descobrires como se treina esse optimismo , ...

  • LWillow

    Dietas 'é uma coisa que não me assiste' e assim s...

  • LWillow

    http://www.youtube.com/watch?v=BV-dOF7yFTw

  • LWillow

    ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' ! Mais um bom tex...

  • LWillow

    Thanks ! this reading was a pleasure !

  • Anónimo

    Aperta faneca! Vamos a Estocolmo sacar o guito! Su...

  • Lwillow

    Ora aqui está mais uma 'pérola para porcos' ! O mo...

  • LWillow

    Como eu te percebo ! Mas ... 'não há volta a dar-l...


REDES SOCIAIS