Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



III Genealogicamente morto

Quarta-feira, 21.11.12

Em relação a genealogias, prefiro o desconhecimento. Dou-me bem com a ignorância. Luto pelo anonimato. Prefiro passar despercebido, ser confundido ou, simplesmente, que não se lembrem de mim.
   Não me preocupam as origens nem me atormentam estirpes perdidas ou sofro de desejos de intimidades com antecessores. Não estou interessado em desenterrar tetravós, como campeonatos acumulando-se, vitória sobre vitória, tri, tetra, penta ou hexa que é como quem diz avô, bisavô, trisavô, tataravô.
Não tenho motivação.
Não invejo condados, principados ou títulos nem suspiro por gerações alheias.
Não quero arranjar mais um familiar a D. Afonso Henriques ou remontar a Cristo.
Não quero angariar Joanas D'Arc ou ficar a contas com uma parcela do pinhal de Leiria, ainda por plantar, por herança antiga e desconhecida.
   Genealogicamente estou bem como estou, não sou ambicioso.
Não preciso de mais ninguém nem estou com ideias de ir ao mercado de Inverno para suprir faltas.
Em termos familiares tenho número suficiente de efectivos para não fazer má figura.
Não me apresentem semelhantes, porque não  preciso de mais primos extra para encher o Pavilhão Atlântico.
Não vejo necessidade de recuar até à reconquista cristã nem quero tirar ninguém, à pressa, da fogueira para acrescentar à lista de antepassados, acabando o mundo a girar ao contrário.
   Estou genealogicamente saciado.
Não quero subir a pulso, dinastia a dinastia acima ou ir descendo por si até atingir a cepa principal. Ou, muito menos, estar implicado em descobertas ou criações que não me pertencem.
   A genealogia é um risco. Não quero surpresas desagradáveis ou melindres. Acabar com mouros à perna ou espanhóis ressabiados no meu encalço.
   A genealogia traz poucas vantagens e não vejo que faça receber mais postais pelo Natal.
Não compreendo a excitação.
Não ando à procura de regurgitar burguesias, nem desencantar princesas a preço de saldo. Não sou condescendente com a nobreza e não quero acabar escudeiro.
Em relação a monarcas, sou exigente e não me revejo em certos presidentes.
Não quero coleccionar Sanchos nem acumular Afonsos. Perder-me entre algum Fernando ou Sebastião.
Genealogicamente não vou por aí.  
Também, não vou dar para mais peditórios por ter descoberto um santo.
    Não me aventuro em genealogias. Não preciso de angariar reinos espaçosos com o IMI por regularizar. Ficar a braços com reavaliações de castelos em meu nome.
A verdade é que não tenho aspirações cortesãs. E, em termos de sangue, estou, perfeitamente, feito à ideia de que o tenho vermelho e de uso corrente. Em azul teria menos com que o combinar.
   Vivo bem com a ideia de que a família passou à história. Receio dar com os parentes na lama.
Não sei o que fazer com novos membros. Tias por tias, fico com as que já tenho.
Nos tempos que correm quem precisa de mais lugares à mesa?
Tenho consciência de que não sou genealogicamente empenhado mas, o que perco em parentes poupo em postas de bacalhau e rabanadas.
   Sou genealogicamente desinteressado. Não quero chegar a um Elvis em princípio de carreira ou conquistar elos perdidos. Dispersando-me por continentes e acabando dividido entre países.
Em termos genealógicos dois ou três ramos chegam-me, perfeitamente. Não preciso de uma árvore inteira só para mim.
Vou até mais longe, genealogicamente prefiro estar morto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Máquina-da-Preguiça às 15:15


1 comentário

De LWillow a 21.11.2012 às 20:28

ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' !
Mais um bom texto/raciocínio ! Pertinente, Mordaz , Irónico 'as usual ' !

Comentar post









arquivos

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





pesquisar

Pesquisar no Blog  





comentários recentes

  • numadeletra

    Dramas balneares :-)

  • Maria

    Que delícia!!!

  • Sandra

    :) Se descobrires como se treina esse optimismo , ...

  • LWillow

    Dietas 'é uma coisa que não me assiste' e assim s...

  • LWillow

    http://www.youtube.com/watch?v=BV-dOF7yFTw

  • LWillow

    ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' ! Mais um bom tex...

  • LWillow

    Thanks ! this reading was a pleasure !

  • Anónimo

    Aperta faneca! Vamos a Estocolmo sacar o guito! Su...

  • Lwillow

    Ora aqui está mais uma 'pérola para porcos' ! O mo...

  • LWillow

    Como eu te percebo ! Mas ... 'não há volta a dar-l...


REDES SOCIAIS