Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



III Um braço pelo Facebook

Quarta-feira, 01.08.12

Tivesse eu um euro por cada vez que me perguntam se estou no Facebook e...

Em relação a ele tenho mantido, na maior parte dos dias,  uma atitude de abertura. De «não negue à partida uma ciência que desconhece». Mas, continuando a preferir o tête-à-tête.

Não significando com isso que um dia não mudasse de ideias. Por analogia, durante anos lutei com a ideia  de deixar de fumar.  Até ao dia em que, simplesmente, tinha deixado.

  Ainda assim, confesso que tenho resistido como último reduto gaulês ao Facebook.

Mark Zuckerberg tem perdido para Gutenberg. Inflexível, tenho mantido uma atitude irredutível de "Ils sont fous, ces Romains!". Razões? Várias.

As fotografias comprometedoras e... Mas há uma razão que sobressai.

Em 1984 um amigo meu partiu um braço e teve que levar gesso. Toda a gente quis escrever alguma coisa (mensagens, dedicatórias, moradas, números de telefone, ódios e paixões, confissões, pedaços de letras pop). Na altura graças ao braço partido fez montanhas de amigos e arranjou a primeira namorada. 

Pode parecer exagerado, mas durante anos desejei partir um braço! Mas nunca aconteceu. Na altura fiquei a achar que só os miúdos mais fixes tinham essa felicidade. A natureza é o mais implacável dos bullies!

   Não tenho nada contra o Facebook embora prefira o sistema do braço partido. Todavia, percebo que se existisse em 1984 teria dispensado dores desnecessárias, comichões inacessíveis e outros incómodos. Mas não existia e o melhor que nos podia acontecer era partir um braço.

   Tivesse eu os conhecimentos informáticos suficientes e sabido interpretar a situação em 1984 e anos mais tarde, num momento Eureka ou Newton e a maçã, teria suplantado Mark Zuckerberg.

Esta é a razão pela qual não tenho estado no Facebook ou, pelo menos, a que uso mais vezes. Até agora!

Como não é preciso partir um braço, a Máquina da Preguiça está, finalmente, no Facebook.

   See you online.

 

 

 

P.S: o processo ainda agora teve início pelo que devem existir falhas, insuficiências e aselhices. Apela-se à compreensão. E façam o que é suposto... mais não digo, porque mais não sei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Máquina-da-Preguiça às 13:02





arquivos

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





pesquisar

Pesquisar no Blog  




comentários recentes

  • numadeletra

    Dramas balneares :-)

  • Maria

    Que delícia!!!

  • Sandra

    :) Se descobrires como se treina esse optimismo , ...

  • LWillow

    Dietas 'é uma coisa que não me assiste' e assim s...

  • LWillow

    http://www.youtube.com/watch?v=BV-dOF7yFTw

  • LWillow

    ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' ! Mais um bom tex...

  • LWillow

    Thanks ! this reading was a pleasure !

  • Anónimo

    Aperta faneca! Vamos a Estocolmo sacar o guito! Su...

  • Lwillow

    Ora aqui está mais uma 'pérola para porcos' ! O mo...

  • LWillow

    Como eu te percebo ! Mas ... 'não há volta a dar-l...