Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



III O futuro tem os dias contados

Quinta-feira, 15.11.12

Ultimamente o meu destino disparou noutra direcção, seguindo um caminho diferente do meu. Tem-me em rédea curta.

Porque o afirmo? Nitidamente, não ando de boas relações com o meu horóscopo. As previsões saem furadas. Casas trocadas, ascendentes contraproducentes e os reembolsos pelas expectativas criadas andam em atraso.

A razão? Não sei.

Mas, sinto-me prejudicado pelo presente. O meu quotidiano anda de má vontade comigo.

Isso é evidente.

O dia-a-dia só empata. Por causa dele o meu futuro avança ziguezagueando a meio gás. É vê-lo desaparecer ligeiro na linha do horizonte, rumo à terra dos sonhos desfeitos, enquanto eu fico preso numa nacional congestionada, desesperado e perdido na fila, no meio de transitários atrasados para as entregas de azulejos.

  Assim, o meu futuro nunca me irá parar às mãos. O que era para mim já não me está reservado. Anteciparam-se. Foi apanhado pelo rumo dos acontecimentos.

   Condenação e apocalipse surgem na minha cabeça. E um milhão de anos serão precisos para lhes escapar. O tempo não está do meu lado.

  A minha palma da mão anda em brasa. As minhas opções desvalorizaram. As possibilidades, também, foram revistas. Oportunidades sangrando mortalmente. Ando a perder linhas vitais ou, pelo menos, acabaram cruzadas, engalfinhadas entre si, lutando pela primazia.

Uma tremenda confusão seguida de desilusão!

   Deixei de ter um universo de possibilidades para acabar com uma via láctea minguada, vários planetas abaixo das minhas necessidades.

O meu futuro enguiçado está Merkelizado.

Merkel a ti Merkel a mim, anda de austeridade em austeridade, de corte em corte. Cinto apertado estrafegando as gorduras acumuladas e entrefolhos passajados, com a dignidade novamente tapada, cozido que está o rasgão provocado pelo esforço extra.

   A minha esperança reside na renegociação. Que me fechem os olhos à falta de iniciativa. Que me perdoem anos de menor dedicação. Que a idade seja, realmente, um posto.

Enquanto isso não sucede, sinto o BCE de olho em mim.

Bruxelas mudou-se para minha casa. Temo as avaliações da Troika, por poderem acabar considerando, incrédulos, que em relação ao meu futuro tenho mais olhos do que barriga, que não tenho vida para o ter (quanto mais manter). Tenho que cortar nas despesas. Demonstrar boa-vontade e abdicar de, pelo menos, uma década de empreendimentos e ambições. Ficar-me pelas transmissões da RTP. Mandar um emprego para toda a vida às urtigas por troca directa com um a recibos verdes. Ficar a marcar passo. A ganhar vez nos projectos. Sem exigir ser maravilhado por um porco a andar de bicicleta ou passear na Toscânia. Ou em ânsias “vem ao papá, meu futurozinho”. Continhas feitas e aprovadas, provando as minhas capacidades e competências.

   Preciso, urgentemente, de uma transfusão de incentivos fiscais. Que me tomem o pulso ao spread.

De um anti-tússsico para o catarro da formiga. Do vil metal para a minha conta bancária anémica arribar.

   Felizmente, sou dos que acha que o futuro se impacienta mais com conjunturas políticas e económicas do que com problemáticas com Marte ou Venús. Ou de Júpiter à salha com Saturno. É mais evidente em memorandos do que na leitura de linhas dextras. Para não falar em ases e jokers.

Paro o diabo com os astros!

A quiromancia está em crise. A astrologia está por um fio. Do tarot já ninguém fala. Os juros continuam galopando enquanto se negoceiam constelações.

A superstição só serve para passar o tempo, enquanto se espera que o barbeiro nos apare as pontas e vamos lendo o signo na revista, desejosos que chegue a nossa vez.

Chega-se mais facilmente ao futuro pelo PIB do que pelas cartas astrais.

A austeridade avança biorritmo acima.

O futuro tem os dias contados. Mais vale um presente tranquilo.

Não consigo ver as coisas de outra maneira.

Afinal, sou gémeos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Carlos M. J. Alves às 19:17


1 comentário

De LWillow a 17.11.2012 às 14:02

Thanks ! this reading was a pleasure !

Comentar post





arquivos

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D





pesquisar

Pesquisar no Blog  




comentários recentes

  • numadeletra

    Dramas balneares :-)

  • Maria

    Que delícia!!!

  • Sandra

    :) Se descobrires como se treina esse optimismo , ...

  • LWillow

    Dietas 'é uma coisa que não me assiste' e assim s...

  • LWillow

    http://www.youtube.com/watch?v=BV-dOF7yFTw

  • LWillow

    ehehehe! 'tamos nessa' 'brother' ! Mais um bom tex...

  • LWillow

    Thanks ! this reading was a pleasure !

  • Anónimo

    Aperta faneca! Vamos a Estocolmo sacar o guito! Su...

  • Lwillow

    Ora aqui está mais uma 'pérola para porcos' ! O mo...

  • LWillow

    Como eu te percebo ! Mas ... 'não há volta a dar-l...